Após uma longa fase em desprestígio, há sinais que os vinhos rosé voltam a despertar algum interesse. Muito populares no sul da França e também da Espanha, estes vinhos, resultado de uma maceração moderada das uvas tintas, são bem adequados a estações quentes e para certas harmonizações. Para ilustrar este tema, alguns produtos novos ou tradicionais foram trazidos pelo confrade Jorge Ducati, e degustados às cegas nas Quintas de 9 de março de 2006. Os resultados foram os seguintes, já na ordem de prazer báquico:
1. Morandé Edición Limitada Pinot Noir 2001 (Casablanca, Chile). R$ 45 (preço do Chile); vale o destaque, opinião unânime de que é um vinho delicioso;
2. Chateau Mourgues du Gres 2004 (Costières de Nîmes Appell. Contr., França); Grenache/Syrah/Mourvèdre; muito bom, vale o preço de R$ 39,00;
3. Alta Vista Premium Malbec 2004, Mendoza, Argentina. R$ 15,00 (preço Arg.);
4. Viña Amalia Cabernet Sauvignon 2003, Mendoza, Argentina. R$ 15,00 (idem);
5.   Valduga Duetto Sangiovese/Barbera 2004. Vale dos Vinhedos, Brasil. R$ 18,00